A Queda

Aqui e ali
Onde quer que esteja
Levantar e cair
Mais um copo de cerveja
Chorar, sorrir
A comida está na mesa
Sonhar ou servir
Ondas de tristeza

Não há o que há aqui
Mundos se constroem e são destruídos
Nada do que diga fará alguém sorrir
Sem que tudo os torne iludidos
Ilusões em canções
Amores perdidos e encontrados
Partindo corações
O que irá fazer no próximo sábado?

Hoje encontro o dia imperfeito
Amanhã me vejo me perco
Te encontro no caminho errado
Errando todo bagunçado
Partirei em busca de algo melhor por aí
Encontrarei algum novo motivo para sorrir
Ir e vir, agir
Não há limites para cair

Veja a queda
Não evite o que vai acontecer
Não há o que ser feito
Sinta a queda
Estamos caindo sem perceber
Você nunca será perfeito

Você é seu Próprio Limite

Limites são postos a mesa para que nossa cabeça fique baixa, desatenta quanto as oportunidades da vida. Nos colocam coleiras para ficarmos amarrados a um nó sem desatar, sem poder olhar para os lados e para frente da forma certa.
Dias normais se tornam loucuras, corridas sem nenhum expectativa de chegada. Não há limites quando o limite está em você.
Você é seu próprio limite.

   Quando dizem que deve desistir porque é impossível chegar lá, que ninguém consegue a menos que tenha muito dinheiro e/ou muitos amigos e parentes que sabem o caminho que você ainda não descobriu, não desista.
É isso que eles querem, é isso que aqueles que estão cada dia mais velhos querem; que você desista pra que eles não se sintam mal por serem perdedores. Não seja eles, seja você!

Mesmo quando o sol queimar demais, quando a chuva varrer o solo sujo que não pode ser limpo sozinho, mesmo quando tudo estiver contra você, diversos “não’s” e “é impossível”; mesmo quando rirem absurdamente quando você disser que vai tentar e acreditando irá conseguir, você tem que lutar.
A vida é feita de decisões e decepções. Tudo que você fizer poderá te trazer alegrias pela vitória e muitas glórias ou tristeza por cometer erros. Mas a vida é isso aí. Erros e acertos. Decisões certas e erradas. Arrependimentos e contentamentos.

O fato é que você irá se arrepender muito mais pelas coisas que deixou de fazer do que pelas coisas que fez e se arrependeu depois. Ao menos tente. A vida é curta demais pra ficar pensando se vai dar certo ou não.
Você só vai saber se valeu a pena se tentar. Tente.
Não há limites em viver. Você é seu próprio limite.
Vai ficar limitado aí ou levantar e fazer acontecer?

Até Depois

Pensamentos constantes
Escolhendo as consoantes
Nada no plural
Tudo continua sendo igual
Ligeiramente
Igualmente
Perfeitamente estático
Cegamente
Frequentemente
Inabalavelmente lunático

Ser o que for quando não for ser o que é
Encontrar um novo amor quando não procurar
Ver o que não conseguia ver na hora errada
Sempre acreditar na jornada
Os dias ruins vão passar
É o que dizem o tempo todo
E o tempo todo há dias ruins
Nada justifica os meios, mas tudo justifica os fins

Condenado a condenar quem condenou
Fadado a procurar o que fazer
Julgando a quem errou
Mas escondendo os próprios erros que cometer
E assim por diante
Nada como antes
Tudo como agora
Indo embora
E foi,
Até depois

Os Mortos Não Contam Histórias

Não pergunte aos mortos porque eles se foram
Não pergunte aos vivos porque os deixaram ir
Algumas palavras magoam
Não se deixe permitir
A vida é bela mesmo com todos seus defeitos
Não somos o que somos quando queremos ser
Ninguém consegue ser perfeito
Temos sempre que aprender

Da queda vem o ensinamento
Da perda vem a dor
Seu ódio é uma perda de tempo
Leve sempre em sua mala o amor
Não precisa distribuir para qualquer um
Mas não compartilhe o que é ruim
Quando o céu estiver azul
Será o seu momento de rugir

Como um leão em busca da caça
Você não pode desistir
Depressão mata
É hora de se levantar e ir
Não se vá
Os mortos não contam histórias
É difícil, mas tente acreditar
Ainda há no caminho muitas glórias
Você vai encontrar
Basta seguir em frente
O mar, aquele mar
Tudo será diferente

Erros e Medos

Vamos em frente
Aqui, ali, onde estiver
Pensamento diferente
É o que é
Não importa agora quem errou
Tudo passa e agora novamente aconteceu
O mundo girou, tudo mudou
Já nem sei mais quem sou eu
E quem é você?
Aquela sensação de perder
O que ainda nem conquistei
É você, eu sei
Todos sabemos
Todas as dúvidas do mundo enfrentaremos
Mas há uma questão aí
Nos veremos novamente no fim?
Diga que sim
Estou ouvindo
Não vá por mim
Siga seu próprio caminho

Cada estrela no céu a brilhar
Cada noite preparando o melhor jantar
A luz de velas, e por quê não!?
Você tocou meu coração
Nada mais vai importar
Sem seus olhos a me guiar
Diga onde está
Estou indo te buscar
Te levar daqui até seu lugar ideal
Junto a mais bela constelação
Vou te olhar no final
E sorrir feliz então

Vou, vou, vou
Até onde for preciso
Siga seus instintos
Sou, sou, sou
Aquele que estará contigo
Até que se cumpra o que está escrito

Não diga adeus antes de me olhar
Seus erros são meus erros
Erramos juntos até acabar
Superamos todos os medos
Enfrentamos desafios sem fim
Em uma noite qualquer indecisão
Acabou para mim
Roubaram meu chão
Sem ter onde pisar
Não ter para onde ir
Apenas existindo a vagar
Até partir

Jogo da Vida

Aquilo que não há limite é limitado por si só
Aqueles que faltam com a verdade não são reais
Quem procura um mundo melhor
Irá encontrar algo a mais
O amor perdido em meio ao caos
Mentiras são contadas o tempo todo
Enfrentando os maus
A vida às vezes te dá um soco
Tão forte quanto a dor mais dolorida
Deixando cicatrizes
Um dia irá sumir a ferida
Mas sempre haverá dias difíceis

Atravessando oceanos
Ano após ano
Sonhando com coisas aleatórias
Ansiando por suas glórias
Lutando sem saber do amanhã
Fechando os olhos para dormir
Acordando todas as manhãs
Acreditando que um novo dia irá surgir
E sempre haverá um novo dia
Mais uma chance para fazer a diferença
Em busca de alegria
Sinta a presença
Sentiu? Pois bem
Vamos além

Aos fortes deseje o melhor
Aos fracos deseje forças e atitude
Nunca estaremos só
Sinta a magnitude
Aqui está alto demais
Quanto mais alto, maior o risco
Nunca diga jamais
O mundo dá voltas e sempre volta para o início
A mensagem irá ser lida
Esse é o jogo da vida
Aperte o play
E não diga que não avisei

Diversidade

É duro a jornada
Você tem que acreditar
A cada sujeira na estrada
Você deve limpar
Lutando por mais um dia a cada dia
Tente entender
Visando alegria
A tristeza tem que morrer

Então, cure
Cure com diversidade
Então, procure
Procure sua felicidade
Encontre
Encontre sua verdade
Então, seja mais
Seja sua paz
Seja quem faz
E vá até onde for
Vamos levar ao mundo mais amor

É desse jeito que tem que ser
Ainda há pedras na estrada
Juntos vamos vencer
Com força limpamos calçada por calçada
Não desista
A luta continua
Os justos dançando na pista
A beleza nua e crua

Sim, vamos lá
Está na hora de mostrar sua alma
Basta acreditar
Não há melhor hora que agora
Então, não demora
Vamos curar os que não querem aceitar

Então, cure
Cure com diversidade
Então, procure
Procure sua felicidade
Encontre
Encontre sua verdade
Então, seja mais
Seja sua paz
Seja quem faz
E vá até onde for
Vamos levar ao mundo mais amor